Maggda Veste, News

“Não há cor sem luz”.

4 de junho de 2014

 

Só nesta frase resumiríamos a importância que ela exerce sobre qualquer projeto, seja ele arquitetônico ou decorativo. Mas vamos um pouco além.

Mais do que incidir luz sobre uma superfície é importante prestar atenção na forma e na intensidade com a qual ela será usada. Há diversas opções no mercado que auxiliam na tarefa de destacar elementos mais importantes em um espaço. Vale salientar que existem diversos estudos científicos que apontam que espaços bem iluminados trazem conforto e melhor qualidade de vida e trabalho.

Antes de começar qualquer projeto de melhorias na iluminação da sua casa, é preciso levar em conta a fiação existente. Além das ‘chaves’, é necessário que a fiação suporte a resistência das lâmpadas que serão usadas.

Outro fator que deve ser levado em consideração é a existência – ou não – de gesso. Tetos rebaixados com gesso permitem uma infinidade de aplicações pois o acabamento é mais fácil de ser feito e o processo demora menos. Na falta dele, é aconselhável pensar na possibilidade de investir mais e rebaixar o teto com ele.

 

 

teto de gesso (1)

teto de gesso (2)

teto de gesso (3)

 

Iluminação de quartos:

A escolha da iluminação deve levar em conta os hábitos que você tem no dormitório: ler, assistir televisão, vestir-se… tudo isso influenciará na decisão sobre a intensidade da luz e os pontos de destaque no quarto.

 

Salas de estar e jantar:

Ambas devem manter uma uniformidade na escolha de lâmpadas e luminárias, deixando pontos especiais como mesas de jantar e centros de sala com destaque. A intensidade da luz depende, exclusivamente, do tamanho do ambiente. Uma alternativa interessante é mesclar a luz em móveis, paredes e piso, quando possível.

 

 

Dicas para iluminar bem os espaços:

1) Usar lâmpadas de qualidade, com temperatura de cor de 4000K aproximadamente, pois esta recria a luz natural, deixando os ambientes mais aconchegantes. Evite as lâmpadas acima de 6000K, pois deixam os ambientes azulados.

2) Forro branco fosco é uma alternativa para ampliar os espaços, destacar a iluminação e ainda esconder eventuais problemas de reboco ou massa corrida.

3) Para luminárias direcionais (de foco) existem alternativas bacanas, como luminárias com giro 360 graus, que possibilita um direcionamento de luz preciso, pois conta com dois aros articuláveis.

4) Posicionar estrategicamente espelhos nos ambientes amplia a área de visão e torna mais aconchegante.

 

**Agradecimentos à C Arquitetura pelo apoio na realização desta matéria. O escritório, localizado em Novo Hamburgo, atende as áreas residencial, comercial e empreendimentos. Saiba mais.

 

Você pode gostar também