Estilo de Vida

Comida e cultura

16 de fevereiro de 2015

Um perfil super simpático no instagram vem despertando o interesse de dedos e olhos ágeis que percorrem o aplicativo em busca de inspiração.

A “@symmetrybreakfast” é uma conta na rede social que mostra os cafés da manhã preparados por Michael Zee para seu namorado. Michael contou nas postagens que ele passa horas pensando na receita perfeita para preparar e que a procura começa uma semana antes da foto.

Depois de preparado, o desjejum é simetricamente organizado sobre a mesa e fotografado.

 

Michael disse que a ideia das fotos apareceu depois que eles compraram uma antiga mesa escolar e começaram a usar ela como mesa de jantar. Durante a foto de um dos cafés da manhã do casal, Michael percebeu que eles eram simetricamente parecidos. O estado estava dado.

A ideia é super interessante e pega carona na onda mundial de fotografar o que se come. A hashtag “food” tem mais de 154 milhões de menções no instagram. Há alguns anos atrás a pesquisadora de tendências Li Edelkoort preview essa superexposição da comida como uma tendência mundial. Segundo ela, “a comida explica como vivemos, o que amamos e como vemos o mundo. Comida é uma necessidade, um prazer, uma escolha”.

Além do prazer de comer (e obviamente, da necessidade), a comida é uma forma de cultura. Uma maneira encontrada de difundir gostos, cores, criações e composições peculiares de um indivíduo ou um grupo de pessoas (família, cidade, estado, país…).

Leia um texto meu onde falo mais sobre esse fenômeno.

Você pode gostar também