Maggda Veste, News

MUNDO AFORA |70 anos de horror | Polonia

17 de fevereiro de 2015

Há cerca de 70 anos, em 27 de janeiro de 1945, soldados soviéticos libertavam cerca de 7 mil prisioneiros dos campos de concentração em Auschwitz, na Polônia. Acabava ali a maior fábrica de morte que a humanidade já viu, onde foram brutalmente mortas cerca de 1,3 milhões de pessoas. Em 2008 tive a oportunidade de conhecer o campo de concentração 1 de Auschwitz, distante cerca de 60 km de Cracóvia, ex-capital da Polônia e onde viveu o Papa João Paulo II.

Polonia (Eduardo Ramme)-1 Polonia (Eduardo Ramme)-2

Logo na entrada do campo existe um letreiro escrito em alemão Arbeit Macht Frei (que significa “o trabalho liberta”). Os judeus, em sua maioria, achavam que estavam indo trabalhar e deveriam deixar suas malas com seus nomes para que futuramente pudessem identificá-las e levar para casa. Hoje todos esses pertencem estão amontoados, junto com sapatos de crianças e roupas de prisioneiros feitas de seus próprios cabelos que eram raspados. Por questões de respeito não é permitido fotografar dentro das galerias.

Polonia (Eduardo Ramme)-4

Polonia (Eduardo Ramme)-5

Esse tipo de “turismo” é algo que nos faz refletir muito! Você caminha por locais onde milhões morreram, fica na frente de um paredão onde muitos viveram seus últimos segundos de vida e foram cruelmente fuzilados. Gosto muito de conhecer lugares que fazem parte da história e a Europa oferece muito disso! Mesmo após boa parte ser destruída durante a segunda guerra, ela soube se reerguer e utilizar esses grandes acontecimentos a favor do turismo.

Polonia (Eduardo Ramme)-6

Polonia (Eduardo Ramme)-7

O ser humano fazia e infelizmente faz coisas que nos surpreendem a cada dia. Cabe a nós utilizar o passado triste como modelo a não ser seguido para que assim possamos viver em harmonia uns com os outros.

Polonia (Eduardo Ramme)-3

Você pode gostar também