Estilo de Vida

Santuário das Mães arrecada tampinhas de garrafa pet e gera recursos para AMO

3 de dezembro de 2015

Tampinhas de garrafas pet podem se transformar em matéria-prima para diferentes indústrias e, ainda, gerar uma importante renda. Sabendo dessa possibilidade, o Monsenhor Oscar João Colling, auxiliar no Santuário das Mães, em Novo Hamburgo/RS, sugeriu uma campanha que fosse capaz de mobilizar a comunidade e gerar renda para a AMO – Associação Assistência ao Menor em Oncologia. Se iniciava assim, a campanha de arrecadação de tampas de garrafa pet, liderada pelo Santuário das Mães com apoio do SENHA (Serviço Ecumênico de Novo Hamburgo), e difundida através do púbico que frequenta o espaço. Agora, uma nova fase se inicia, acrescentando a coleta de latinhas de bebida.

A mobilização começou tímida, em junho, e aos poucos ganhou corpo. “Uma pessoa divulga na sua comunidade, outra na sua escola, e em cinco meses já coletamos mais de seis toneladas”, comemora o Monsenhor. “Volta e meia chega alguém aqui com sacos e sacolas cheias de tampinhas, além dos pequemos volumes que as pessoas trazem nas missas”, relata.

Para que a campanha desse certo, era necessário uma empresa que comprasse o material. “Falei com um empresário conhecido e ele, ao saber da causa, decidiu comprar as tampinhas por R$ 1,00 o quilograma, acima do preço de mercado. Foi uma forma de ele também ajudar no projeto”, conta o religioso. O empresário é Tealmo Afonso Engelmann, da Limplast, de Novo Hamburgo. “Não estávamos trabalhando mais com matéria-prima bruta, apenas comprando o produto já reciclado. Mas para esse projeto abrimos uma exceção, para viabilizar uma renda maior a esta causa social”, diz.

AMO DESTINA RECURSOS À SAÚDE – As doações ficam armazenadas em um depósito no Santuário das Mães e são levadas para a empresa a cada carga completada. O Santuário das Mães conta com ajuda de empresários que cedem o transporte para levar os volumes. E as vendas já renderam cerca de R$ 6 mil. A AMO utiliza os recursos para prestar apoio em saúde aos 49 pacientes de câncer hoje atendidos pela entidade, entre crianças e adolescentes. “Muitas verbas que recebemos têm destinação específica, e só podem ser empregadas em assistência social. Já esses recursos podem ser aplicados no atendimento prioritário em saúde, como aquisição de medicamentos e pagamento de médicos. É um recurso muito valioso para o atendimento a nossos pacientes”, diz Carla Rosana da Silva, Gerente Administrativa da AMO.

 amo

NOVA ETAPA – O sucesso da campanha com as tampinhas motivou a ampliação do projeto. Agora em novembro, o Santuário começou a receber também latinhas vazias de bebidas. O alumínio tem grande aceitação no mercado de reciclagem, e mais uma vez já há comprador pagando um percentual extra para apoiar a ideia. “Queremos que o projeto cresça para que seja possível realizar ainda mais ações através da AMO, uma entidade tão respeitada e com um trabalho tão importante”, ressalta o reitor do Santuário, Monsenhor Airton Luiz Haack.

 

PARTICIPAÇÃO – Os interessados em participar podem levar suas tampinhas e latinhas nas missas que ocorrem diariamente no Santuário das Mães (estrada Santuário das Mães, 1000, Roselândia, Novo Hamburgo). De segunda a sexta-feira, o horário é às 16h. Aos sábados, as missas ocorrem às 16h e às 17h30min, e aos domingos, às 9h30min, 11h, 16h e 17h30min. “Muitas pessoas também mobilizam grupos na sua rua ou escola para coletar volumes maiores”, conta o Monsenhor Oscar. Para quem tiver interesse em mais informações, os telefones são (51) 3036 2438 e (51) 3527 1054.

Você pode gostar também