Moda

MODA | Tom ford – da moda para o cinema

3 de novembro de 2016
Tom Ford é um nome fortíssimo quando o assunto é moda. O estilista, que começou sua carreira na Chloé,  ficou conhecido mundialmente ao revitalizar a grife italiana Gucci e fazer da marca – que passava por tempos difíceis – um negócio bilionário.
Ao sair da Gucci em 2004, Tom desenhava 15 coleções para a Gucci e YSL, era supervisor de campanhas, empresário ativo nas grifes Balenciaga e Bottega Veneta, e fortalecia suas parcerias com Alexander McQueen e Stella McCartney, outras marcas adquiridas pela empresa italiana. Era, ainda, o queridinho das editoras de moda das maiores revistas e do mercado de luxo.
O seu afastamento da área durou pouquíssimo: logo em 2005 fundou a marca que leva seu nome, começando com produtos de beleza em parceria com a Esteé Lauder, e que levou a criação de perfumes como Black Orchid, além de uma linha de óculos de sol e de grau com o grupo Marcolin – que foram sucesso quase imediato.
Por meio de uma parceria com o grupo italiano Ermenegildo Zegna, que produziria suas criações, 2006 foi o ano que marcou a volta de Tom Ford no mundo da moda. Hoje, atua com vestuário masculino, feminino, acessórios, perfumes e cosméticos, com 100 lojas próprias – e ainda tem tempo para ser diretor cinematográfico.
Na juventude, sem saber ao certo sua vocação, Tom iniciou e desistiu de diversas graduações, como história da arte e arquitetura. Neste período, fazia bicos como ator em comerciais de TV. Sua relação com as câmeras ficou adormecida por algum tempo, e agora, no auge de sua carreira no mundo da moda, parece ter despertado novamente. Em 2009 o estilista (e agora diretor e roteirista), dirigiu “Direito de Amar“, com Julian Moore e Colin Firth, que ganhou indicação ao Oscar de melhor ator.
A mais recente produção de Tom Ford chama-se “Animais Noturnos”, e estreia nos cinemas brasileiros dia 17 deste mês. Tom não só dirige o filme como escreveu seu roteiro, sendo amplamente aclamado pela crítica. Com atores de peso como Jake Gylenhaal e Amy Adams, o filme é um suspense cheio de estilo, como já era de se esperar. Amy interpreta Susan, uma negociante de arte que recebe de seu ex-marido o manuscrito de um livro de sua autoria, uma história trágica que soa como ameaça velada. Entre páginas de um livro e a vida real, Susan descobre verdades dolorosas sobre si mesma e relembra traumas de seu relacionamento fracassado.
Estamos curiosas para assistir a este super lançamento! Confira o trailer e bom cinema para você quando o filme chegar!

Você pode gostar também