Cultura, Viagem

VIAGEM | VERÃO NA EUROPA, POR ALINE ZAGONEL

28 de junho de 2017

Como vem chegando a estação de verão na Europa, e já que Portugal é um destino super procurado pelos Brasileiros e com a facilidade dos voos da TAP que saem direto de Porto Alegre, esse post vai dar umas dicas bem bacanas!

Portugal tem uma semelhança notável com o Brasil. A simpatia dos Portugueses e a facilidade da comunicação, faz a gente se sentir em casa, só que do outro lado do Atlântico! Talvez por isso Portugal seja um destino tão querido pelos brasileiros.

Nossa rota era dedicada ao vinho e a gastronomia local: Lisboa, Alentejo, Vale do Douro e a cidade do Porto como destino final.

Chegamos em Lisboa num Domingo, o que foi ótimo pois a cidade estava muito tranquila – boa dica pra organizar a viagem –  pedimos um UBER que funcionou super bem!

Torre de Belém

Nos hospedamos no Hotel H10 Duque de Loulé, um hotel boutique bem charmoso, mas um pouco afastado do centro histórico de Lisboa. Como o check in era só as 14h, deixamos nossas malas e saímos pra conhecer a cidade e almoçar num dos lugares mais tradicionais de Lisboa: a Marisqueira Ramiro. 

Saímos do hotel caminhando, passamos pela Praça do Marquês do Pombal, entramos na Avenida da Liberdade e fomos em direção ao Chiado.

H10 Hotel Duque de Loulé

Sempre lotada e com fila de espera a Marisqueira Ramiro é um lugar simples, barulhento, mas onde se come os frutos do mar mais frescos que se possa imaginar! Olhando nas outras mesas, pudemos ter uma ideia do que iríamos pedir.

Começamos pedindo um chopp com o queijo de Azeitão: um queijo cremoso de ovelha muito típico de lá. Depois vieram as amêijoas e os camarões. Todos pratos de uma simplicidade mas com tanto sabor, que se pudéssemos ficaríamos a tarde inteira provando os variados tipos de mariscos do cardápio.

Queijo de Azeitão

Cervejaria Ramiro

Camarões

Depois desse almoço prolongado, voltamos ao hotel pra descansarmos porque à noite tínhamos os ingressos para o Show da Adele na MEO Arena, na parte mais moderna da cidade: o Parque das Nações.

Esse parque foi construído anos atrás pra receber a EXPO, aquela feira mundial que acontece a cada 5 anos, e que ano passado tivemos a oportunidade de conhecer em Milão.

Parque das Nações

Como manda a tradição, no jantar fomos num dos restaurantes da orla do rio Tejo no Parque da Nações para comer bacalhau. O garçom nos sugeriu uma degustação de 4 tipos de bacalhau que pelo preço compensava… Estava uma delícia!!! Não precisa gastar muito para se comer bem em Lisboa! O restaurante era o D’Bacalhau.

Rio Tejo – Teleférico – Parque das Nações

Restaurante D’ Bacalhau

No dia seguinte, como já estávamos com o carro, passamos por alguns pontos turísticos importantes, como o Mosteiro dos Jerônimos, Padrão dos Descobrimentos, Praça do Comércio, Avenida da Liberdade, a Torre de Belém e almoçamos nas Docas.

Vale muito a pena passear pelas Docas e almoçar em algum dos vários restaurantes que tem por ali. A vista é muito bonita!

Docas – Restaurante 5 Oceanos

Docas

Uma das experiências mais legais em Lisboa foi ter pernoitado em um Hostel super moderninho na zona histórica de Lisboa.

O Lisb’On Hostel fica em Baixa-Chiado e tem uma vista incrível da cidade. Ponto de encontro da galera, o terraço é o lugar ideal pra um bate papo no final da tarde, tomando uma cervejinha e esperando o sol se pôr.

Pra que não quer gastar com hotel e quer ficar bem localizado, o Hostel é uma ótima opção de hospedagem. Ficamos numa suíte privativa super confortável!

Vista do Lisb’ON Hostel

Um lugar que fica ali perto do Hostel é o Mercado da Ribeira. Um espaço Gastronômico que reúne mais de 30 restaurantes especializados no melhor da culinária Portuguesa.

O espaço foi completamente revitalizado em 2014, e chefs de renome também estão presentes com restaurantes prêt-à-manger. Uma atração imperdível pra quem vai a Lisboa.

Mercado da Ribeira

Em nossa última noite em Lisboa, fomos convidados pelo chef gaúcho Marcus Stoll pra conhecer o Lisboète. Um restaurante pequenininho, minimalista e com uma proposta bem interessante de culinária contemporânea.

Liboète

Liboète

Espero que gostem!

Beijos,

Você pode gostar também