Reflexão

REFLEXÃO | PATERNIDADE AOS OLHOS DE UM RECÉM PAI, POR VAGNER DIAS

13 de agosto de 2017

Ser pai está muito além de ter feito alguém que carregando metade da sua carga genética, não é simplesmente se autodenominar pai, vai muito além disso!

Ao contrário da mulher, que se torna mãe ao mesmo tempo em que sabe que ficou grávida, para o homem, normalmente, demora mais para “digerir” esta situação e se sentir ou ter a real noção que será pai.

Para o homem é ver sua companheira se “deformando” e olhando para aquela linda protuberância abdominal e pensar que ali tem um ser vivo sendo gerado e que por causa dele faz com que milhões de pensamentos passem pela cabeça simplesmente por estar ali.

Para os futuros homens que querem sem pai, tenho algumas dicas que estou aprendendo aos poucos:

Ser pai é diferente de ter um filho, pois ter um filho é algo fisiológico, qualquer um pode ter, mas assumir a responsabilidade de ajudar um novo ser neste mundo é maior, pois envolve um amor muito profundo, uma relação paranormal em que se precisar trocar tua vida pelo teu filho, você trocará sem titubear.

Ser pai é se desesperar nos primeiros choros, ser desengonçado para dar os primeiros banhos, virar perito em limpar o nariz e sem contar com a busca em encontrar o estado da arte em saber trocar a fralda!

Ser pai não é estar fisicamente presente ao lado de um filho, é estar lado a lado olhando e curtindo os momentos de corpo e mente presente. Vendo aquela criaturinha crescer e percebendo cada nova atitude que ela tem, achando qualquer novidade o máximo como: bater palminhas, conseguir segurar algo sozinho ou simplesmente tentando decifrar novos sons que são emitidos.

Ser pai é acordar várias vezes à noite só para ter que colocar o bico na boca e entender exatamente o significado de cada choro, alias é interessante pensar que um ser que não sabe falar nada consegue tudo que quer.

Ser pai também é ser parceiro da mulher, pois depois que a criança chega ao mundo a mãe não saber mais o que é descanso.  Compartilhe os afazeres, pois assim a vida familiar flui naturalmente.

Provavelmente não tem outra forma tão intensa de evoluir neste plano sem ser através dos filhos, aprendam com eles, sejam eles! E nunca se esqueçam de sempre honrar os pais, pois eles passaram apertos, de repente, piores que os que estamos passando hoje e olhem! Estamos ai, sendo o que ele foram… Pais!

Você pode gostar também