Viagem

VIAGEM | FÉRIAS DE INVERNO EM FORTALEZA, POR LU HAUBRICH

17 de agosto de 2017

Fortaleza. Mais um dos meus destinos favoritos – quero voltar pra lá assim que puder.

Quem já esteve lá, sabe que as opções de lugares lindos e diferentes são infinitas. Praias, restaurantes, lagoas, feirinhas de artesanato… Tudo tão irresistível!

Eu posso definir a minha viagem – na companhia da minha mãe – como uma “aventura”, como ela mesma gosta de dizer. A gente começou já no primeiro dia com o pé direito: chegando no hotel, cansadas, pensamos “vamos colocar um chinelo e sair pra tomar uma água de coco na beira da praia”.

Passada uma meia hora, nos surpreendemos com um lindo pôr do sol – que se repetiu todos os dias enquanto estávamos lá.

E, assim, o coração se encheu de gratidão por estarmos naquele lugar lindo, juntas.

À noite, fomos conhecer a famosa feirinha de artesanato que acontece também na beira mar. Lá, encontramos muita coisa linda – e nos divertimos com os comentários das pessoas em relação a nossa cara inconfundível de turistas: duas loiras, de olhos azuis.  Depois, sentamos em um restaurante ali perto pra comer uma salada e descansar.

O nome do hotel que ficamos era Carmel Magna, bem na beira mar. Atendimento ótimo e quartos bem espaçosos e bem equipados. Ele tem um café da manhã maravilhoso com uma variedade imensa de frutas, bolos, pães, tapiocas e omeletes.

No segundo dia, optamos por ir conhecer a praia de Cumbuco e fazer um passeio de buggy nas dunas. Inesquecível e inexplicável. Chegando na praia, conhecemos um casal maravilhoso que nos acompanhou no passeio – que foi divertidíssimo. Muitas fotos e paisagens lindas. Além de, claro, muita história de vida dos buggeiros e música alta (que eu fiz questão de pedir pro nosso colocar) e cantorias no caminho. Além dos gritos – por que nosso querido motorista fez questão de colocar o mínimo de “emoção” enquanto andávamos na areia fofa das dunas.

O próximo passeio que escolhemos fazer foi para a praia de Morro Branco – onde se encontram as lindas areias coloridas. Mais fotos e paisagens lindas de se lembrar.

Caminhamos entre os labirintos das falésias e eu peguei todas as cores de areia que tinha por lá na mão:

Lindo, né?! Depois, conhecemos mais algumas praias nos arredores.

No final de semana, na sexta, acordamos cedo para pegar a estrada. A próxima parada era Jericoacoara. Pra quem já foi, nem preciso dizer nada. O mais legal é que o lugar é só areia – ou seja, passamos o final de semana inteirinho apenas de chinelos de dedo e roupas confortáveis e leves. Uma calmaria só.

Um vilarejo que tem o coração das pessoas que passam por lá. Tivemos uma viagem de 4 horas mais ou menos de ônibus, e, depois, mais 50 minutos de “Pau de Arara” – que nos fez rir bastante, desde a hora que vimos o tal do meio de transporte.

Chegando em Jerico, caminhamos, almoçamos num lugarzinho chamado “Granola”. Depois sentamos na beira da praia pra tradicional água de coco – que eu amo. Nesse horário, final de tarde, o pessoal de lá já fazia música ao vivo pra quem estava por ali, um clima super alto astral.

Pelas 17 horas, todo mundo – sim, praticamente todo mundo – subiu a Duna do por do Sol. De lá, a melhor vista. Apesar do vento, mais um momento que pudemos pensar na gratidão de estar ali, curtindo mais um dia se findando e nos deixando com gostinho de quero mais.

À noite, jantamos em um restaurante no qual a especialidade era Lagosta.

E, depois, fomos pra beira curtir a tradicional “festa” que acontece pra todo mundo por lá: é formado um corredor de tendas de drinks, é colocado música em meio a essas tendas, a galera dança e se diverte. Além disso, as lojinhas ficam abertas até tarde – uma mais linda que a outra.

No sábado, foi dia de conhecer a Lagoa do Paraíso – outro espetáculo. Lá, tem as redes dentro da lagoa – que são disputadas entre as pessoas. Um lugar lindo pra passar um dia curtindo música boa, boa culinária e se refrescar nas redes. O nome do local que fomos era Alchymist Beach Club – lindo demais!

Ao retornar para Jericoacoara, escolhemos outro restaurante para jantar e beber um vinho. Além da comida incrível, jantamos com uma vista linda do final de tarde.

Depois, ainda passamos na melhor Gelateria que tem por lá. Realmente incrível!

Domingo foi dia de retornar pra Fortaleza e se preparar pro retorno! Novamente, andamos nesse confortável meio de transporte:

Enfim, valeu muito a pena cada segundo dessa viagem!

Não fiz nem a metade do que queria- além desses passeios, tem outras praias que ainda quero conhecer.

Mas fica a experiência e, claro, a saudade ao ver essas fotos já alguns dias depois.

Agradeço a parceria da minha mãe querida, que já passou por muitas indiadas e passeios comigo mundinho afora. E que venham mais! Simplesmente amei a companhia!

Espero que tenham gostado! Compartilhem as suas experiências e dicas de Fortaleza com a gente também!

Com amor,

Luciana Haubrich

Você pode gostar também