Eventos

ESPECIAL SHOWS INTERNACIONAIS | JOHN MAYER EM PORTO ALEGRE, POR LU HAUBRICH

28 de outubro de 2017

O cantor e compositor John Mayer trouxe a sua turnê Search for Everything World Tour para o Brasil em outubro. E, no dia 24, foi a vez de recebermos nosso ídolo em terras gaúchas.

Ele fez outros quatro shows no país: em São Paulo, no Allianz Parque dia 18; em Belo Horizonte na Esplanada do Mineirão no dia 20; em Curitiba na Pedreira Paulo Leminsky no dia 22; e no Rio de Janeiro, na Jeunesse Arena no dia 27.

Os portões do Beira Rio abriram às 16 horas, e os shows de abertura – com General BoniMores e  Rodrigo y Gabrielan – começaram as 18:45. As 21 horas, o cantor assumiu o palco!

Quem chegou cedo no local, pode curtir um evento que a Rádio Atlântida promoveu: um “concentra” e ponto de encontro pra galera no espaço Sunset – onde tinha foodtrucks, DJ (Leandro Lelê Bortholacci), e promoções – e, pra quem esteve lá, ainda pode começar a noite com um lindo pôr do sol.

Luciana Haubrich, Camile Nienow, Kássia Isabel Scherer, Nanda Schmitz e Anaí Grings.

Foto Luciana Haubrich

Ainda sem palavras para descrever o sentimento que foi estar lá. Uma noite com uma energia incrível, que só ele consegue nos transmitir.

E, aliás, faz isso todos os dias, com quem acompanha e ouve suas músicas.

Sobre o evento em si e a organização, achei tudo ótimo. Desde a estrutura até a segurança e acessos a estacionamento e setores. Tudo bem sinalizado e seguro. A gastronomia também era simples e fácil, com pipoca, pizza, hambúrguer, cerveja, água, e tudo mais.

Foto Fernanda Bellé

Para quem curte esses eventos, e ainda vai conferir outros shows muito bons que estão rolando no Brasil – minha dica é chegar com antecedência e ir com roupas confortáveis. Um look simples, com jeans e tênis, são sempre uma boa opção. Eu optei por um sapatênis, short, blusa básica e uma camisa por cima, caso ficasse com frio.

A primeira música do show foi “Helpless”, do seu último álbum. Já, de primeira, nos encantou. O seu set nunca é fixo, e cada uma de suas apresentações são surpresa para quem assiste. O show foi dividido em capítulos. A segunda música foi “Moving on and Getting Over, também do seu disco recém lançado. Com direito a “OBRIGADO” no final, que nos deixou ainda mais apaixonados pelo carisma dele. Essa primeira parte foi fechada com “Who Says”, “I don’t trust myself” e “Why Georgia” – com a banda completa: David Ryan Harris e Isaiah Sharkey nas guitarras, Tiffany Palmer e Carlos Ricketts nos vocais de apoio, Larry Goldings no teclado, Pino Palladino no baixo e Steve Jordan na bateria.

A segunda parte do show foi acústica, começando com “Your Body is a Wonderland”. Emoji of a wave e In your Atmosphere também fizeram parte dessa apresentação. Seguidas do Trio no terceiro capítulo, que deixou a plateia sem palavras. Com Pino Palladino e Steve Jordan, os caras fazem um som inacreditável. “Everyday I have the Blues”,Vultures” e “Crosswords” embalaram esse set.  A parte final começou com “In the Blood”, e seguiu com “If I Ever Get Around to Living” e “Dear Marie” – que foi a mais emocionante pra mim. Com direito a uma finalização mais longa, sem o coro, nós e ele cantando – NUNCA MAIS VOU ESQUECER! Pra terminar, “Waiting on the world to change” e “Gravity”.

Foto Giane

Foto Tamara Hoff Vicentin

As memórias desse show e desse dia, vão ficar para sempre. QUEREMOS MAIS, JOHN MAYER!

Matheus Koch, Fernanda Bellé, Italo Lorenzi, Sabrina Kolling, Pâmela Paffrath, Joana Machado, Daniel Schimitez, Roberta Busz, Vitor Bellé e Rafael Godoy

Carollyne Spindler e Tamara Hoff

Fernanda Bellé e Matheus Koch

Lucas Dias, Rafaela Fuga, Vitória Brocco, Renata Richter, Luisa Brocco e Giane Brocco.

Raíza Lenz e Axel Musso

Daiane Kopper, Neyra Ampuero, Nicole Santos, Bárbara Jaeger.

Com amor,

Lu Haubrich

Você pode gostar também