Eventos

ESPECIAL SHOWS INTERNACIONAIS | COLDPLAY PORTO ALEGRE, POR BRUNA MICHEL

17 de novembro de 2017

 

Coldplay chegou a Porto Alegre para o último show da turnê – A Head Full Of Dreams – no país no último dia 11 de novembro. Foi uma noite MEMORÁVEL e INDESCRITÍVEL!! Conto para vocês, essa experiência incrível.

INGRESSOS

Ano passado quando estiveram no Brasil com a mesma turnê, cheguei a comprar os ingressos para o show no Rio de Janeiro, mas acabei vendendo, e desistindo de ir. Tinha conseguido comprá-los super tranquilo, pelo site. Achei que logo me arrependeria de não ter ido, mas não.

Este ano vários shows começaram a ser anunciados aqui em Porto Alegre, e havia a especulação sobre a vinda de Coldplay para cá, e quando de fato se confirmou tive a certeza que este show seria inesquecível. E que eu não poderia perder de jeito algum, já que estariam aqui tão pertinho, e na Arena. Já na madrugada de pré venda iniciei a saga para tentar comprar os ingressos, sem sucesso. Não havia jeito, e os setores foram se esgotando rapidamente. Aí nosso amigo Vinicius Pizzolatto, avisou que tinha conseguido adquiri-los, e desde então, foi apenas esperar ansiosamente pelo grande dia.

ESTRUTURA

Por já conhecermos a Arena, e irmos bastante aos jogos, a chegada foi super tranquila, fomos de carro, e conseguimos deixar no estacionamento. A saída do show aconteceu da mesma forma, acho que demoramos uma meia hora no máximo para sair de lá. Os portões abriram às 17h, chegamos umas 18:30 e ainda havia fila, mas o acesso aos setores foi bem tranquilo. Já na explanada recebemos um botton – Love, e a tão esperada pulseira – a xyloband – que faz parte de todo o show.

Gastronomia e bebidas, eram as tradicionais dos jogos, com exceção das bebidas alcóolicas que variavam desde a cerveja Bud, Espumante, Aperol, e outros drinks. Valores normais já adotados em outros shows internacionais aqui em Porto Alegre.

Arquivo Pessoal

 

LOOKS

A regra é: ir o mais confortável possível, para poder curtir muito. Sendo assim, os looks escolhidos pelo pessoal que foi conosco, foram: calça jeans, tênis ou bota confortável, t-shirt, e uma bolsa à tira colo. Como o tempo colaborou, não precisamos de capa de chuva. Vi inúmeras pessoas na pista de salto alto, e confesso que fico pensando como conseguiram curtir, mas enfim, cada um opta por aquilo que lhe é contável.

Arquivo Pessoal

 

EXPECTATIVAS E O SHOW

Logo ao chegarmos no setor que ficaríamos foi uma energia incrível, aquele palco imenso construído, e as pessoas todas numa só vibração, esperando pelo momento em que Coldplay subisse ao palco, o que aconteceu por volta das 21:15.

Arquivo Pessoal

Iniciou-se a ópera “mio bambino caro”, uma contagem regressiva espetacular, e todas as luzes se apagaram. Em poucos segundos todas as pulseiras acenderam e estavam iluminadas em vermelho, brindando a chegada da banda com a música que dá nome à turnê – A Head Full of Dreams, seguida da clássica Yellow – onde a Arena iluminou-se de amarelo, e o público encheu os balões que faziam parte do flash mob para a música.

 

Daí em diante foi pura emoção, e a cada música que tocava, fogos e efeitos especiais que aconteciam iam superando todas as expectativas que se poderia ter em relação ao baita espetáculo que eles promovem aos seus fãs. Foi uma energia e uma vibração incrível que era impossível ficar parado.

 

Chris Martin definitivamente sabe muito bem comandar este espetáculo, foi muitíssimo carismático, saudando a todos presentes em português “Boa noite amigos, boa noite gaúchos”, carregou consigo a bandeira do Rio Grande do Sul, durante uma das músicas, e esteve com a bandeira do Brasil durante todo o show.

No set list, todas as músicas empolgavam, até mesmo as baladinhas mais românticas e paradinhas, com o público cantando em alto em bom tom, todas as 22 músicas do show, arrancando elogios do Chris “maravilhoso”. Em “Adventure of a Lifetime” balões gigantes encheram ainda de mais cor e completaram o cenário perfeito para a música.

Quando todos pensavam que eles já haviam superado todas as expectativas, eis que surge a banda em um terceiro palco, na pista, próximo às cadeiras para delírio dos fãs que estavam ali.

Set list:  A Head Full of Dreams,  Yellow, Every’ Teardrop Is a Waterfall, The Scientist, God Put a Smile Upon Your Face, Paradise, Always in My Head, Magic, Everglow, Clocks, Midnight (trecho), Charlie Brown, Hymn for the Weekend, Fix You, Viva la Vida, Adventure of a Lifetime, Don’t Panic, In My Place, Til Kingdom Come – Life is beautiful, Something Just Like This, A Sky Full of Stars, Up & Up.

Créditos Samanta Lamb

 

Arquivo Pessoal

 

Créditos instagram @ninaeurocha

 

Créditos instagram @terezateq

 

Arquivo Pessoal

 

Arquivo Pessoal

Créditos Samanta Lamb

 

Quando iniciou “Something Just Like This”, vinha a certeza que essa noite incrível estava se encaminhando para o final, e as quase 2 horas e meia de espetáculo passaram voando. Logo em seguida em “A Sky Full of Stars”, um fã e Cover da Banda Coldplay, de Blumenau subiu ao palco vestido de elefante e dançou muito, levando o público ao delírio mais uma vez!!

Créditos instagram @edteofano

 

 

Não há como definir um ponto alto da noite, pois o show como um todo é o ponto alto. Acredito que quem foi e não é fã da banda, saiu de lá extasiado, pois a energia é tão incrível que não existem palavras capazes de descrever o que aconteceu nesta noite. Coldplay de fato tem a preocupação em fazer com que o público sinta-se muito especial durante o show da banda.

A minha dica é: te joga e vai!!! Aproveita que tem turnê prevista para o Brasil em 2019, pois vale cada centavo investido. Por mais que eu tente traduzir em imagens, vídeos e palavras, só mesmo quem esteve lá é que sabe o quão incrível, mágica e inesquecível foi essa noite.

As lembranças são inúmeras e com certeza este foi o show da minha vida, superaram todas as expectativas que eu havia criado, e só mostraram que são capazes de cativar cada vez mais o público que admira a banda.

Arquivo Pessoal

Arquivo Pessoal

 

Além de todo o espetáculo a banda ainda deixa a mensagem “Believe in Love”, pois só com amor seremos capazes de construirmos um mundo melhor!!!

Créditos instagram @luisa_jannowitz

Você pode gostar também